<$BlogRSDUrl$>

sábado, junho 14, 2003

Sábado, dia 14 de Junho de 2003

Parece que A Coluna Infame acabou por entre juras de amizade, de lealdade e princípios éticos. os senhores são de direita e são novos, apressados em exibir a sua inteligência superior, surdos e cegos às qualidades dos outros, excepto, claro, às daqueles, que, embora do outro lado da coluna, bebem copos com eles e partilham um mesmo passado universitário frustrado - sim, que isto de dizer-se mal de uma dissertação de mestrado e de doutoramento está na moda; principalmente, quando os críticos não chegaram a terminar a sua; bem, não terminaram por incompatibilidades com o sistema que, já se sabe, é cinzento (embora escasso de células cinzentas) demais para eles, não premeia a inteligência nem o rigor. No fundo, no fundo, até concordo com eles, mas nunca gostei muito da mistura arrogância mais inteligência; sempre considerei que a presença de uma anulava a existência da outra. E a verdade é que pelo menos os textos do Pedro Mexia, publicados nos jornais, cheiram-me a arrogância por todos os lados. Ou então, sou eu que sou ignorante. Ou os li apressadamente. De qualquer modo, tenho pena. Gosto sempre de ler e ouvir pontos de vista contrários aos meu, virá--los do avesso; puro exercício intelectual, já se vê! Vício de esquerda? Sei lá!
A verdade é que se estou aqui, é por "culpa" de A Coluna Infame. Esse é um mérito deles.

domingo, junho 01, 2003

1 de Junho de 2003

Dia Mundial da Criança! Continuar-se-á a falar do caso da pedofilia, ignorando as vítimas (reais e inocentes)? Se os crimes prescrevem, o sofrimento não. As feridas, embora cicatrizadas, permanecem e, por vezes, voltam a abrir de forma dolorosa. Só me surpreende esta cambada de gente, que sabia de tudo há tanto tempo e só agora se lembrou de denunciar. Que propósito os move(ia)?
Há muito por e para explicar. Espero é que os advogados de defesa (pagos a peso de ouro) não usem como argumento as trapalhadas do processo de investigação (como as escutas, por exemplo) para anular ou deturpar o julgamento
dos verdadeiros culpados: e quem serão eles e quantos mais?
Haja senso e bom gosto!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?